Você está aqui: Página Inicial / KARATÊ-DÔ

KARATÊ-DÔ TRADICIONAL

Projeto de Karatê-Dô Tradicional da UEM
.
.

Projeto: Cultura do Movimento Corporal na Promoção da Saúde (FADEC/UEM)

Modalidade: Karatê-Dô Tradicional (estilo Shotokan).

Associação: Instituto Hagakure de Karatê-Dô Shotokan - IHKS 

Filiação: FKTPR, CBKT e ITKF.

Público: Crianças, jovens e adultos.

Horários: Terças e Quintas-feiras das 17hs30 as 19hs00 (6 a 15 anos) e das  19hs00 as 20hs30 (16 anos acima) e Sábados das 9hs as 11hs (todas as idades). 

Local: Tatame do Bloco M08.

Inscrições: Secretaria da CDR - Bloco M06 sala 20.

Mensalidade:

  • Comunidade Interna R$ 50,00;
  • Comunidade Externa R$ 65,00.
Anuidade da CBKT/FKTPR* (deverá ser paga junto com a 2ª mensalidade): 
  • Faixas Pretas: R$ 104,00;
  • Faixas Marrom R$ 52,00; 
  • Faixas Branca a Roxa R$ 26,00.

 

Obs.: Todos alunos do Projeto de Karatê Tradicional da UEM são Filiados junto a CBKT/FKTPR, e a anuidade é obrigatória. Seu pagamento é através de boleto bancário.

 

“Estudar, Criar e Aperfeiçoar-se Constantemente." (Funakoshi Guichin).

 

O Projeto

O Projeto de Karatê-Dô Tradicional da UEM/CEAF/HAGAKURE teve início em 18 de março de 2008. As aulas do projeto são ministradas pelo professor Marcelo Alessandro Pereira, Advogado e professor de Educação Física, formado pela Universidade Estadual de Maringá, pós-graduado em Prescrição Personalizada de Exercícios Físicos, também pela UEM. O trabalho está vinculado ao Projeto “Cultura do Movimento Corporal na Promoção da Saúde” do Centro de Excelência em Atividades Físicas – CEAF e ao Instituto Hagakure de Karatê-Dô Shotokan - IHKS, onde o professor Marcelo exerce atualmente a presidência. O Instituto Hagakure  é filiado a Federação de Karatê-Dô Tradicional do Paraná - FKTPr, a Confederação Brasileira de Karatê-Dô Tradicional - CBKT e a International Tradiotional Karate FederationITKF.

Karatê-Dô: Palavra japonesa que significa: “Caminho das mãos vazias.” (Kara=Vazio, Te=Mão, Do=Caminho).

Karatê-Dô é uma arte marcial que tem como objetivo a formação do caráter (ensinando a disciplina e respeito) e desenvolvimento físico (dando ao atleta força, agilidade, reflexo, coordenação motora, raciocínio rápido para tomar decisões e autoconfiança), fatores que são exigidos das pessoas no dia-a-dia, pois o Karatê, não é praticado só na academia, mas no cotidiano da vida. “Karatê-Dô é uma filosofia de vida”. Além de ser um excelente meio de defesa pessoal.

Karatê Infantil não significa o estimulo à agressão, e sim o desenvolvimento físico e intelectual da criança. Com atividade física e recreativa, a aula de Karatê para crianças procura estimular o condicionamento físico e sua coordenação motora.

O professor, utilizando os princípios filosóficos do Karatê, ajuda a desenvolver a parte intelectual da criança, preparando-a para conviver dentro da sociedade, introduzindo a ela a paciência, a disciplina e o respeito, não somente na aula, mas em casa e na escola, mostrando a ela que há momentos de brincar, de estudar e de treinar.

Os resultados esperados pelos praticantes de Karatê são os seguintes:

  • a) Controle de suas emoções; 
  • b) Controle de seu corpo; 
  • c) Melhoria de suas virtudes de convívio social; e 
  • d) Paz de espírito.

Karatê-Dô Tradicional não tem propósito de formar lutadores, mas sim cidadãos honrados. Não busca desenvolver a força bruta, mas a inteligência. Não trabalha a ferocidade ou os meios de subjugar, mas as qualidades que fazem a pessoa merecer a consideração pública.

Quem apóia o Karatê-Dô não está apoiando apenas uma luta, mas sim um instrumento de melhoria da sociedade, tanto no que toca à sua saúde física quanto mental, pelo combate ao stress e pelo desenvolvimento de relações pessoais estáveis.

O que diferencia o Karatê-Dô de outras modalidades de luta são exatamente os princípios filosóficos, herança dos Mestres do passado e que é o pedestal do espírito do Karatê.

O professor Funakoshi Guichin (1868 – 1957), considerado o pai do Karatê Moderno, recebeu ensinamento de vários mestres que seguiam os princípios filosóficos do Budô, tendo deixado como herança comportamental do karateca o Karatê Nijukkun, ou seja, princípios fundamentais do espírito do Karatê, coisa que o karateca tem a obrigação de conhecer e praticar para se considerar como tal.

As cinco normas pessoais do Mestre Funakoshi para entender o Karatê-Dô são:

  • 1. Karatê é acima de tudo uma arte; 
  • 2. Praticá-lo visando à verdade e o aperfeiçoamento do caráter e da personalidade; 
  • 3. Lapidar o corpo e o espírito através da arte; 
  • 4. Zelar pela disciplina e respeito ao outro; 
  • 5. Não usá-lo como meio de violência, mas sim como arte exclusiva da própria defesa.

 

Professor: Marcelo Alessandro Pereira.
Formação: Advogado, Professor de Educação Física, formado pela Universidade Estadual de Maringá - UEM e Pós-Graduado em Educação Física na área de Prescrição Personalizada de Exercícios Físicos, também pela UEM, Agente Universitário da Universidade Estadual de Maringá - UEM desde 2002, lotado na Coordenadoria de Desporto e Recreação - CDR do Departamento de Educação Física - DEF, Professor de Karatê-Dô Tradicional, Faixa Preta (3º Dan) pela Confederação Brasileira de Karatê-Dô Tradicional - CBKT. Presidente do Instituto Hagakure de Karatê-dô Shotokan - IHKS e Vice Presidente da Federação de Karatê-Dô Tradicional do Estado do Paraná - FKTPR.

Contatos:

Fone: 44 3011-4314
Celular: 44 99982-7371
E-mail: maxuem@hotmail.com
Twitter: @maxuem
Facebook: www.facebook.com/maxuem

Facebook do Instituto:www.facebook.com/institutohagakure

 

Matérias relacionadas ao Projeto publicadas:

UEM oferece Karatê infantil

Projeto de Karatê Infantil realiza I Exame de Faixas

Karatê da UEM conquista 3º lugar no Regional de Apucarana

UEM realiza Curso de Karatê Tradicional e Exame de Graduação

Técnico da Seleção Brasileira de karatê ministra curso na UEM

Ícone do Karatê Tradicional ministra curso na UEM

Karatê da UEM conquista 3º Lugar Geral na 8ª Copa Caminho Livre

Karatê da UEM promove Exame de Faixas

Professor da UEM integrará Federação de Karatê-Dô

Karatê da UEM conquista prêmios

Equipes de Karatê da UEM vencem Campeonato Paranaense

48 mudam de faixa no Karatê da UEM

Alunos de Karatê da UEM participam de curso na Federação

UEM conquista 3º lugar na Copa dos Campeões de Karatê Tradicional

UEM é vice-campeã em seletiva do Paranaense de Karatê Tradicional

Karatê da UEM faz três equipes campeãs no Paranaense 2013

Shihan do Karatê-Dô Tradicional ministra curso na UEM

UEM faz um campeão e dois vices no Brasileiro Sul-Sudeste de Karatê Tradicional

UEM realiza III Festival de Karatê-Dô Tradicional - Copa Sensei Norio Haritani

Karatê-Dô Tradicional da UEM funda Instituto Hagakure

Atleta da UEM é campeão brasileiro de Karatê-Dô Tradicional

Projeto de Karatê Tradicional realiza novo exame de faixa

Aluna da UEM conquista a faixa preta em Exame na Federação 

Federação ministrará curso de Karatê-Dô Tradicional na UEM

Atletas de Maringá vão bem em Campeonato Brasileiro de Karatê

UEM realiza IV Festival de Karatê-Dô Tradicional - Copa Sensei Marcelo Holanda de Andrade

Shihan 9º Dan de Karatê-Dô Tradicional ministra curso na UEM

Karatê da UEM conquista 3º lugar geral no Paranaense

Karatê da UEM realiza IX Exame de Faixas: 62 alunos avaliados

Karatê da UEM conquista prata e bronze no campeonato brasileiro

X Exame de Faixas do Projeto de Karatê Tradicional da UEM

V Festival de Karatê-Dô Tradicional UEM/HAGAKURE

Karatê da UEM é Vice Campeão Geral no Paranaense

Karatê da UEM é Vice Campeão Geral no Paranaense - Folha de Cianorte

XI Exame de Faixas do Projeto de Karatê Tradicional da UEM

Federação ministra curso de Karatê-Dô Tradicional na UEM

Karatê da UEM participa de Seminário Sul Americano

Projeto de Karatê da UEM leva alunos para Curso Internacional

Karatê da UEM conquista medalhas na primeira fase do Paranaense

Atleta de Karatê da UEM participará do 1º Brasileiro Unificado

Atleta de Karatê da UEM é Vice Campeã no 1º Brasileiro Unificado 

Karatê da UEM é Vice Campeão Geral na 2ª fase do Paranaense 

XII Exame de Faixas do Projeto de Karatê Tradicional da UEM

Atleta da UEM é Campeã Brasileira de Karatê-Dô Tradicional

Karateca da UEM é Campeã Brasileira em Curitiba

Karateca da UEM é Campeã Paranaense em Carambeí

UEM tem alunos aprovados no Exame de Faixas Preta e Marrom

XIII Exame de Faixas do Projeto de Karatê Tradicional da UEM

ACIM homenageia atletas do Instituto Hagakure 

Karatê da UEM participa de Seminário Sul Americano 2017

Karatecas da UEM participam de Curso da Federação

Karatê da UEM é Campeão Geral na 1ª fase do Paranaense 2017

Karatê da UEM é Campeão Geral na 1ª fase do Paranaense 2017 - site da UEM

VI Festival de Karatê-Dô Tradicional HAGAKURE/UEM

Karatê da UEM é Campeão Geral 2017

Atleta da UEM é Campeã Brasileira de Karatê-Dô Tradicional

Projeto também saiu em matérias na TV e nos sites da CBKT e Revista Budô:

Matéria na TV UEM 1 - Projeto de Karatê-Dô na UEM

Matéria na TV UEM 2 - Federação Ministra curso de Karatê-Dô na UEM

Matéria na TV UEM 3 - Entrevista do Shihan Tasuke Watanabe 9º Dan ITKF

Matéria na TV UEM 4 - Entrevista do Coordenador do Projeto do Karatê UEM

Matéria na TV UEM 5 - Apresentação de Kata: Nijushiho pelo Shihan Tasuke Watanabe 9º Dan ITKF

Matéria na TV SBT - Rede Massa - Programa Tribuna da Massa - Karatê da UEM

http://www.cbkt.org/

http://issuu.com/tatu/docs/revista_budo_9

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 568 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 21 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 27 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 20 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 27 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 25 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 25 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 46 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 173 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

hagakure_cabeçalho

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
hagakure_cabeçalho 
Imagem no tamanho completo: 228 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

História do Karatê-Dô Tradicional

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 06/05/2014 23h49

História e Definição do Karatê Tradicional

 

O Karatê moderno tem suas origens em mosteiros da China e Índia. Ele chegou ao Japão através desses monges e foi moldado à cultura local. Gichin Funakoshi era um dos praticantes do então Okinawa-te (como era chamado o Karatê na época). Funakoshi adicionou a essa prática o código de honra dos samurais (Budô), tornando-a uma arte marcial e mudando o nome para Karatê.

Em 1921, Funakoshi aceitou demonstrar a prática em Tóquio, a convite da Família Real Japonesa, na Exibição Atlética Nacional. A partir de então, o Karatê passou a ser difundido no Japão e, após a Segunda Guerra Mundial, para o mundo. Sempre com a finalidade de moldar o caráter de seu praticante e forma de defesa pessoal.

Esta arte marcial faz uso de chutes, socos, joelhadas, cotoveladas e golpes com a palma da mão aberta. Mas, mais do que isso, o Karatê é uma forma de caminho marcial (ou Budô) que visa não só o fortalecimento do corpo mas, sobretudo, da mente de seu praticante. O verdadeiro karateca sabe que é uma prática para o resto da vida. Uma das frases de Funakoshi que sintetizava essa ideia era: “Estudar e aperfeiçoar-se, sempre”.

O treino de Karatê pode ser dividido em três partes principais: Kihon, Kata e Kumite.

• O Kihon (fundamentos, em japonês) é a prática das técnicas básicas. É nessa hora que o karateca deve fazer correções da sua base, e melhorar sua técnica, força e velocidade.

• Os Katas (forma) são sequências pré-determinadas de movimentos. Cada Kata reúne técnicas básicas e, alguns deles, avançadas de defesas e ataques contra múltiplos adversários imaginários. Sua execução requer, principalmente, vigor nos movimentos, concentração, postura, respiração apropriada e compreensão dos movimentos executados (aplicação da técnica).

• Já o Kumite (encontro de mãos, ou combate) é a luta propriamente dita. Ao contrário do Kihon e do Kata, que são praticados individualmente, no Kumite treina-se com um companheiro. Para que o praticante possa se desenvolver na luta, os companheiros devem criar uma certa dificuldade para o outro no momento do Kumite, observando sempre a graduação (estágio de aprendizado).


O Karatê e o Karatê Tradicional

 

O Karatê tem suas raízes na "Tode" - um sistema de autodefesa sem armas desenvolvido em Okinawa, influenciado pelas artes marciais chinesas, que tem mais de dois mil anos de história. No Japão, foi estabelecido como parte do sistema "Budo" (artes marciais japonesas); o "Karatê Tradicional", portanto, é um termo geral para o Karatê que segue os princípios de Budo.

Após a Segunda Guerra Mundial, o valor do Karatê para a defesa pessoal, o condicionamento físico, a competição e o desenvolvimento físico e mental em geral passou a ser cada vez mais reconhecido. No entanto, como arte marcial, exigiu estudos longos, repetidos e cuidadosos. A prática do Karatê logo resultou em um "boom" de popularidade. Os requisitos de longos, repetidos e cuidadosos estudos foram substituídos pelas exigências do mundo de hoje, para resultados e desenvolvimento mais rápidos. Com isso, surgiram muitos esportes novos intitulando-se Karatê. Para evitar confusão com esses novos esportes, o público começou a distinguir o Karatê original como "Karatê Tradicional".

O órgão internacional que representa o Karatê Tradicional é a Federação Internacional de Karatê Tradicional (ITKF). Ele é composto pela federação nacional de Karatê Tradicional de cada país membro. Cada integrante da federação nacional é um órgão de Karatê Tradicional em seu respectivo país. Em todo o mundo, os membros da ITKF praticam muitos "estilos" diferentes de Karatê (como Shotokan e Goju-ryu, por exemplo). Esses "estilos" são comparáveis a escolas ou academias, e têm seus próprios sistemas de treinamento exclusivos, desenvolvidos por mestres de Karatê durante muitos séculos. No entanto, mesmo sob o mesmo estilo, grupos afiliados à ITKF seguem o Karatê Budo, enquanto outros não pertencentes à prática da ITKF - é o caso do chamado "Karatê esportivo", que é composto apenas por jogos de socos e chutes, sem princípios do Budo.

 


• Objetivos e Valores

O objetivo do Karatê Tradicional é desenvolver mente e corpo em estado de equilíbrio, através da formação em técnicas de combate. O Karatê Tradicional também compartilha com o objetivo último do Budo, que é cultivar o grande caráter humano de classe superior que impede que qualquer ataque violento ocorra antes de uma luta real.

O Budo se origina na prática da luta física; porém, tem um efeito significativo no desenvolvimento espiritual e físico de um ser humano já que a filosofia e ética Budo são requisitos absolutos para o estudo de técnicas e aperfeiçoamento das habilidades. Elementos como etiqueta e maneiras não foram adaptadas a partir de elementos externos, nem são independentes do treinamento físico, mas existiam dentro do sistema desde a origem do Budo, e foram integrados para o aprimoramento técnico.

 


• Seriedade:

A formação Budo deve ser executada com seriedade, porque suas técnicas são derivadas de situações graves de vida ou morte, onde é preciso vencer a luta para sobreviver.

É por isso que os praticantes de Budo são obrigados a ter uma atitude mental séria. Somente em tal condição pode alguém alcançar níveis extremos de mente e corpo muito além dos níveis normais. Isso é evidente em competições. Por exemplo, uma luta de Kumite (sparring) é realizada no formato de Ippon-shobu (um "golpe final" perfeito que determina o vencedor).

Como somente uma técnica definitiva pode concluir uma luta, os concorrentes são levados a aprender a importância de uma atitude séria.


• Humildade:

Para atingir um nível superior, o Budo exige que um profissional mantenha comportamento e mente em estado de humildade. Isso permite que sempre se aprenda alguma coisa com alguém. Uma vez que se pense que ele ou ela é melhor  que os outros, a possibilidade de melhoria cessa. Esta é a base da elevada importância de respeitar os instrutores, bem como os parceiros de treinamento no Budo.


• Calma e Disciplina:

Como já foram mencionadas, as técnicas originais de Budo foram projetadas para a situação crítica em que um pode ou não sobreviver. Sob tais condições, é difícil para qualquer um manter uma mente calma; a capacidade de julgamento claro ou reflexo físico diminui, e, muitas vezes, o praticante pode se encontrar imobilizado devido ao nervosismo. Portanto, manter a mente calma é uma preocupação crucial na prática do Budo, e é por isso que o treino começa e termina com um período de meditação. Além disso, o treino disciplinado e rigoroso de Budo faz com que o praticante seja confiante de suas técnicas e ganhe estabilidade mental. De acordo com uma pesquisa recente feita por psicólogos do esporte, este método é reconhecido como o mais eficaz para evitar a flutuação mental.


• Habilidade:

No Budo, a técnica e força adequadas são geradas pela habilidade, ao invés de confiar apenas na força muscular. As técnicas são executadas a partir do centro do corpo para que ele possa utilizar um reflexo rápido e eficiente do corpo inteiro. Da mesma forma, o Karatê Tradicional requer uma ação integrada física controlada pelo centro do corpo, a partir dos pés no chão. A boa formação desenvolve um corpo com cada parte movendo-se em sequência adequada, sem movimentos desnecessários, e, como resultado, permite construir um corpo bem equilibrado.

Reconhecendo os valores acima descritos, é fácil ver por que o treinamento físico e mental tornou-se a base para o conceito de Budo e Karatê Tradicional, exigindo uma busca ilimitada de desenvolvimento humano total.


• Competição

"Uma competição de Karate realizada sob as regras da ITKF deve estar em conformidade com a definição de Karate. Todas as regras estabelecidas pela ITKF devem ser sempre consideradas do ponto de vista de ajudar e motivar os participantes para a perfeição do caráter humano através da procura física e mental ilimitada."


Karatê Tradicional X Esportes em Geral

Em um esporte competitivo, em geral as regras de competição definem o esporte em si. Por exemplo, o futebol é definido em como uma partida deve ser jogada pelas "regras do futebol". Em contrapartida, as regras de competição do Karatê Tradicional não definem o que é Karatê Tradicional. A competição de Budo tem suas raízes em um método de prática, chamado de "Shiai", no qual os profissionais tentam testar suas técnicas e as habilidades de cada um. As regras de competição da ITKF foram compiladas com base nesta filosofia "Shiai": para os atletas melhorarem suas habilidades mentais e técnicas.


Karatê Tradicional X Esportes tipo Karatê

A diferença mais visível e atraente entre o Karatê Tradicional e outros esportes tipo Karatê é que as regras de competição do Karatê Tradicional  exigem especificamente que cada técnica tenha força máxima suficiente, resultando em um "golpe final". Estes outros esportes não têm regras de competição que igualem tal exigência em cada uma de suas técnicas. Devido a esta distinção muito importante, os métodos de treinamento e biomecânica do Karatê Tradicional, portanto, são muito diferentes desses outros esportes.

 

Fonte: www.cbkt.org

hagakure_calendario

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon CALENDÁRIO 2014.pdf — PDF document, 501 KB (513491 bytes)

Federação Ministra Curso de Karatê-Dô Tradicional na UEM

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 16/02/2016 09h53
Karatê Tradicional

Curso da FKTPR

Federação ministra curso de Karatê-Dô Tradicional na UEM

A UEM recebeu nos dias 15 e 16 de março, a equipe técnica da Federação de Karatê-Dô Tradicional do Paraná (FKTPR), composta pelo Sensei Antonio Walger, 6º Dan (presidente da FKTPR), Sensei Nelson Santi, 5º Dan (técnico da Seleção Brasileira de Karatê-Dô Tradicional), Sensei Giordana de Souza, 5º Dan (Campeã Mundial de Karatê), Sensei Antonio Edoardo, 5º Dan, (Diretor de arbitragem da FKTPR), Sensei João Cruz Erbano Filho, 3º Dan (Secretario Geral da CBKT) e Sensei Expedito Borges, 5º Dan (Diretor Técnico do Instituto Hagakure). A equipe técnica da FKTPR veio a Maringá ministrar curso Técnico e de Arbitragem de Karatê-Dô Tradicional. O curso foi ministrado no tatame do Bloco M08 (DEF/UEM), abordou um programa voltado para atualização técnica, arbitragem e os princípios básicos do Karatê Tradicional, Kata, Kumite e Enbu.

O curso contou com uma grande participação de karatecas de Maringá e Região. Ao todo foram 63 karatecas prestigiando o evento, entre eles, 20 faixas pretas, de diversas associações, que tiveram a oportunidade de, além de participar do curso técnico, classificarem-se como árbitros.

Durante o curso, foram feitos treinamentos dos atletas da Seleção Paranaense. Alguns alunos do Projeto de Karatê-Dô da UEM que treinam pelo Instituto Hagakure foram convocados durante o curso para representar o Paraná no Campeonato Brasileiro de Karatê-Dô Tradicional que acontece no Rio de Janeiro – RJ, no período de 25 a 27 de abril. Entre eles destacamos a convocação dos faixas roxas Aline Santiago Luz e Carlos Henrique Takeshi Sato, que representarão o Paraná e a UEM no Campeonato Brasileiro.

Segundo o coordenador do Projeto de Karatê Tradicional da UEM, Marcelo Pereira, “Foi uma honra receber a equipe técnica da Federação e uma oportunidade ímpar para agregar conhecimento aos nossos alunos. Nem todos têm condição de viajar para fazer cursos, desta forma foi uma conquista importante do Instituto Hagakure que serviu para consolidar sua fundação.

Sensei Antonio Walger, presidente da FKTPr destacou: É muito importante para o Karatê-Dô Tradicional o trabalho que vem sendo desenvolvido na UEM. Nós ficamos muito felizes com a recepção, com a organização e com o comprometimento da equipe que organizou o curso. Parabéns ao Instituto Hagakure, o mais novo filiado da FKTPR!

Outras informações sobre o projeto de Karatê-Dô Tradicional da UEM podem ser obtidas na secretaria da CDR, pelo fone 3011-4314 ou pelo site www.def.uem.br/cdr.

Participantes e Ministrantes FKTPR

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon Ofício 002-2014-FKTPR - curso tecnico 2014.pdf — PDF document, 388 KB (398055 bytes)

Curso da FKTPR

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
Curso da FKTPR 
Imagem no tamanho completo: 2.89 MB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Participantes e Ministrantes FKTPR

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
Participantes e Ministrantes FKTPR 
Imagem no tamanho completo: 2.07 MB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 228 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 46 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 21 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 20 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 27 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 25 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 22 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 3.14 MB | Baixar imagem Download

Instituto Hagakure de Karatê-Dô Shotokan

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 03/08/2016 16h19
A vida de alguém é limitada; A Honra e o Respeito duram para sempre. (Miyamoto Musashi)

Siga-nos no 

 

O projeto de Karatê-Dô Tradicional da UEM iniciou suas atividades em março de 2008. O projeto, que nasceu como uma escolinha de Karatê voltada para crianças de 07 a 12 anos, atende hoje crianças, jovens e adultos, com turmas iniciantes e treinamentos de segunda a sábado, tendo aproximadamente 130 alunos.

Foi considerando o crescimento do projeto e principalmente, o interesse de seus participantes em desenvolver estudos científicos voltados ao desenvolvimento do Karatê-Dô Tradicional, que o coordenador do Karatê Tradicional da UEM, o servidor Marcelo Alessandro Pereira, CDR, junto com seus alunos do projeto e outros professores de Educação Física, fundaram o Instituto Hagakure de Karatê-Dô Shotokan-IHKS.

O Instituto Hagakure, nasce como uma entidade sem fins lucrativos, com caráter esportivo, cultural e científico, com a finalidade de estudar, desenvolver e incentivar a prática do Karatê-Dô Tradicional. Em sua primeira Diretoria temos Professores de Educação Física, Advogados, Historiadores, Psicólogos, Acadêmicos, Empresários, enfim, diversos ramos de atividade com um único fim: O desenvolvimento do Karatê-Dô Tradicional.

“’Hagakure’, é uma palavra de origem japonesa cuja tradução literal significa "escondido nas folhas", entretanto a palavra é utilizada como uma expressão idiomática, um provérbio que significa “fazer boas ações sem chamar atenção para si mesmo”. O Instituto Hagakure não visa apenas ser uma entidade de competição. Ele buscará ser um instrumento de estudos do Karatê-Dô Tradicional, suas filosofias e seus preceitos. Incentivando pesquisas científicas do Karatê Tradicional e buscando oferecer cursos voltados aos karatecas. Já conseguimos junto a Federação Paranaense que um dos cursos de formação de instrutores de 2014 fosse ministrado aqui em Maringá, o que ocorreu nos dias 15 e 16 de março, aqui na UEM”. explicou o professor Marcelo A. Pereira, presidente do Instituto Hagakure.

Numa rápida retrospectiva, o Projeto de Karatê da UEM desenvolveu inúmeros estudos científicos, cujas pesquisas tiveram como fonte de dados os alunos participantes no mesmo. Durante esse período, as aulas do projeto serviram de base para desenvolvimento de monografias de graduação, bem como artigos de Especialização e Mestrado, que foram publicados em revistas e apresentados em eventos científicos ligados a área da Educação Física e Psicologia do Esporte.

O projeto conseguiu viabilizar a vinda de Sensei’s e Shihan’s da maior importância no Karatê Brasileiro e Mundial. Entre eles, podemos citar a vinda à Maringá para Ministrar Curso, do Sensei Expedito Borges, 5º Dan, na época vice-presidente da Federação Paranaense; do Shihan Luiz Tasuke Watanabe, 9º Dan, Campeão Mundial de Karatê; doShihan Júlio Takuo Arai, 8º Dan, Presidente de Honra da Federação Paranaense; doSensei João Cruz Erbano Filho, 4º Dan, Diretor Secretário da Confederação Brasileira. E toda equipe técnica da Federação de Karatê-Dô Tradicional do Paraná para um curso de 2 dias, composta pelos Sensei’s Antonio Walger, 6º Dan (Presidente de FKTPR), Antonio Edoardo, 5º Dan (Diretor de Arbitragem da FKTPR), Giordana de Souza, 5º Dan (Campeã Mundial de Karatê), Nelson de Santi, 5º Dan (Técnico da Seleção Brasileira da CBKT).

Fora isso, o Projeto viabilizou aos seus alunos a possibilidade participar de cursos em diversos locais do Brasil, como os Gashuku anuais, em Guaratuba, o Seminário Sul-Americano de Karatê em Guarapari-ES, o ITKF Masters Course, ministrado pelo ShihanRick Jorgensen, do Canadá, presidente da ITKF, em Curitiba e o ITKF Masters Course,em Porto Alegre-RS ministrado pelos Shihan’s Elídio Contareli, da Itália, Shihan Vladimir Jorga, da Sérvia e com a participação do Shihan Yoshizo Machida, pai do ex-campeão do UFC, o karateca Lyoto Machida.

Na área esportiva, o Karatê da UEM conseguiu resultados expressivos:

  • 2011 – 3º Lugar Geral no XIII Campeonato do Norte do Paraná de Karatê-Dô Tradicional (Seletiva do Paranaense), conquistando 4 ouros, 8 pratas e 6 bronzes, sendo 4 de terceiro e 2 de quartos lugares, em Apucarana-PR;

 

  • 2012 - 3º Lugar Geral na 8ª Copa Caminho Livre de Karatê-Dô Tradicional (Seletiva do Paranaense), conquistando 3 ouros, 11 pratas e 16 bronzes, sendo 11 de terceiros e 5 de quartos lugares, em Apucarana-PR;

 

  • 2012 - Fez 3 Campeões Paranaenses, 2 Vice-Campeões e um bronze de quarto lugar no 23º Campeonato Paranaense de Karatê-Dô Tradicional – Individual, em Umuarama-PR;

 

  • 2012 - Fez 3 Equipes Campeões Paranaenses no 23º Campeonato Paranaense de Karatê-Dô Tradicional – de Equipes, em Carambeí-PR;

 

  • 2012 - 3º Lugar Geral na I Copa dos Campeões de Karatê Tradicional do Paraná, conquistando 5 ouros, 6 pratas e 4 bronzes, sendo 2 de terceiros e 2 quartos lugares, em Ivaiporã-PR;

 

  • 2013 - Vice Campeã Geral na Copa Murilo Vasconcelos (Seletiva do Paranaense), onde os karatecas da UEM conquistaram ao todo 30 medalhas: 4 ouros, 9 pratas e 17 bronzes, sendo 10 terceiros e 7 quartos lugares, em Apucarana-PR;

 

  • 2013 - Fez 3 Equipes Campeãs Paranaenses, 5 bronzes sendo 3 de terceiros lugares e 2 quartos, conquistando o 7º Lugar na Classificação Geral em Colombo-PR;

 

  • 2013 - Fez 3 Campeões Paranaenses, 2 Vice-Campeões, 6 bronzes, sendo 3 terceiros e 3 quartos lugar no 24º Campeonato Paranaense de Karatê-Dô Tradicional – Individual, em Pitanga-PR;

 

  • 2013 - Fez 1 Campeão e 2 Vice Campeões no V Campeonato Brasileiro Sul-Sudeste de Karatê-Dô Tradicional (Copa Shihan Tasuke Watanabe), em São José dos Pinhais-PR;

 

  • 2013 - Fez 1 Campeão, 2 Vice Campeões, um bronze de 4º Lugar e dois 5º e um 8º Lugar no XXV Campeonato Brasileiro de Karatê-Dô Tradicional, conquistando o 16º lugar na classificação Geral entre as 68 Instituições que participaram do evento (foi a 4ª colocada entre as do Paraná), em Porto Alegre-RS;

 

  • 2014 - Fez 1 Campeão e 3 Bronzes, sendo 1 de terceiro lugar e 1 de quarto lugar no XXVI Campeonato Brasileiro de Karatê-Dô Tradicional Júnior e Adulto, conquistando o 21º lugar na classificação Geral entre as 58 Instituições que participaram do evento (foi a 4ª colocada entre as do Paraná), no Rio de Janeiro-RJ;

 

  • 2014 - Fez 2 campeões, 1 vice-campeão e 4 Bronzes de terceiro lugar no XXV Campeonato Paranaense Infanto Juvenil de Karatê-Dô Tradicional em, Carambeí-PR, conquistando o 9º lugar na classificação Geral entre as 18 instituições do Paraná;

 

  • 2014 - 3º lugar na classificação geral com 13 Campeões, 7 Vice-Campeões e 18 Bronzes, no XXV Campeonato Paranaense Júnior e Adulto de Karatê-Dô Tradicional em Campina Grande do Sul-PR;

 

  • 2015 - Fez uma Vice Campeã Brasileira conquistando cinco medalhas, uma de prata e quatro de bronze no 25º Campeonato Brasileiro Infanto-Juvenil de Karatê-Dô Tradicional, que aconteceu no período de 15 a 17/05/2015, no Ginásio de Esportes da PUC, na cidade de Curitiba - PR;

 

  • 2015 - Vice Campeão Geral do XXVI Campeonato Paranaense Júnior e Adulto de Karatê-Dô Tradicional, conquistando 26 medalhas, fazendo 4 Campeões, 7 Vice Campeões e 15 de bronzes, na cidade de Quatro Barras-PR;

 

  • 2015 - Fez quatro Vices Campeões e um finalista, conquistando cinco medalhas, sendo quatro de prata e uma de bronze no 27º Campeonato Brasileiro de Karatê-Dô Tradicional Júnior e Adulto, que aconteceu no período de 28 a 29/11/2015, no Ginásio de Esportes da PUC, na cidade de Curitiba - PR.

 

  • 2016 - Fez duas Vice-Campeãs conquistando 2 pratas e 11 bronzes na primeira fase do 27º Campeonato Paranaense de Karatê-Dô Tradicional, que aconteceu no dia 28/05, na cidade de Palmital - PR.

 

 

O Instituto Hagakure está filiado a Federação de Karatê-Dô Tradicional do Estado do Paraná (FKTPr) e a Confederação Brasileira de Karatê-Dô Tradicional (CBKT) que é vinculada a International Traditional Karate Federation (ITKF).

Mais informações sobre o Instituto Hagakure, bem como sobre as aulas de Karatê-Dô Tradicional da UEM, podem ser obtidas na Secretaria da CDR pelo fone 3011-4314 ou no site www.facebook.com/institutohagakure.

mini logo hagakure.png

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon Diretoria 2014-2017 Instituto Hagakure de Karatê-Dô Shotokan - simplificada.pdf— PDF document, 20 KB (20595 bytes)

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon Programa de Faixas - CBKT-FKTPr.pdf — PDF document, 4.44 MB (4654587 bytes)

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 173 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon Diretoria 2014-2017 Instituto Hagakure de Karatê-Dô Shotokan - simplificada.pdf— PDF document, 52 KB (53400 bytes)

CALENDÁRIO 2014.pdf

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon CALENDÁRIO 2014.pdf — PDF document, 501 KB (513610 bytes)

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon CALENDÁRIO 2014.pdf — PDF document, 502 KB (514421 bytes)

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon CALENDÁRIO 2014 - com correções.pdf — PDF document, 502 KB (514403 bytes)

mini logo hagakure.png

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
mini logo hagakure.png 
Imagem no tamanho completo: 159 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 974 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 974 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon Alunos INSTITUTO HAGAKURE 01-07-15.pdf — PDF document, 2.34 MB (2454597 bytes)

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon CALENDÁRIO 2015.pdf — PDF document, 410 KB (420279 bytes)

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon XI Exame de Faixas do Projeto de Karatê Tradicional da UEM.pdf — PDF document, 145 KB (148756 bytes)

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 947 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon Federação ministrou curso de Karatê-Dô Tradicional na UEM - 2016.pdf — PDF document, 97 KB (100270 bytes)

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
 
Imagem no tamanho completo: 367 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Calendário_2016

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46
Calendário_2016 
Imagem no tamanho completo: 174 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon Alunos do Karatê da UEM participam do Goshin.pdf — PDF document, 89 KB (91553 bytes)

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon Alunos do Karatê da UEM participam do Goshin.pdf — PDF document, 89 KB (91553 bytes)

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon Projeto de Karatê leva alunos para curso Internacional.pdf — PDF document, 197 KB (202310 bytes)

CALENDÁRIO 2016.pdf

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PNG image icon CALENDÁRIO 2016.png — PNG image, 171 KB (175741 bytes)

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon Karatê da UEM conquista medalhas no Paranaense 2016.pdf — PDF document, 701 KB (717969 bytes)

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon Atleta de Karatê da UEM participará do 1º Brasileiro Unificado.pdf — PDF document, 210 KB (215923 bytes)

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon Atleta de Karatê da UEM é vice Campeã Brasileira.pdf — PDF document, 245 KB (251289 bytes)

por Marcelo Alessandro Pereira — última modificação 26/08/2016 11h46

PDF document icon Karatê da UEM é Vice Campeão Geral na 2ª fase do Paranaense.pdf — PDF document, 472 KB (483736 bytes)