Você está aqui: Página Inicial / Dissertações / 2002 / Resumo Marcos Wagner da Fonseca

Resumo Marcos Wagner da Fonseca

Resumo Marcos Wagner da Fonseca

Esta dissertação tem como objetivo estudar os impactos potencialmente diferenciados da política monetária sobre as regiões e estados do Brasil. Inicialmente, buscou-se realizar uma apresentação sobre a teoria monetária envolvida na discussão, enfatizando a definição dos mecanismos de transmissão da política monetária. Houve também o cuidado em apresentar a forma pela qual a política monetária é conduzida nos países industrializados e nos de economia emergente, para depois buscar na literatura trabalhos que apresentassem os mecanismos de transmissão atuantes nas economias daqueles dois blocos de países. Dentro da discussão, percebeu-se que a atuação destes mecanismos de transmissão poderia causar impactos diferenciados, principalmente em regiões de um país como os EUA. Desta forma, partiu-se para o Brasil e buscou-se analisar a possibilidade de ocorrerem impactos diferenciados da política monetária nas regiões e estados da federação. Para tanto, iniciou-se uma revisão da literatura sobre a atuação dos mecanismos de transmissão no Brasil após a implantação do Plano Real, buscando assim elevar o poder analítico das duas próximas etapas. A primeira etapa analítica utilizou-se dos canais da taxa de juros e do crédito de transmissão da política monetária, realizando uma análise comparativa por meio das conclusões de CARLINO & DEFINA (1997) sobre os impactos diferenciados da política monetária nos estados e regiões dos EUA. A segunda etapa foi a análise empírica por meio de uma estimação VAR (2) para dois modelos, sendo: a) avaliar os impactos diferenciados por meio da transmissão via canal da taxa de juros, verificando a sensibilidade da produção industrial em relação a alterações da taxa Selic; e b) avaliar os impactos diferenciados por meio da transmissão via canal do crédito, verificando a sensibilidade do crédito bancário em relação a alterações da taxa Selic. A conclusão desta dissertação remete para o fato de que os estados das regiões Norte Nordeste e Centro Oeste, por terem maior proporção de pequenas empresas e, ao mesmo tempo, serem atendidas por agências e crédito bancário em menor proporção, tenderiam a observar maiores impactos de alterações na taxa básica de juros.

UA-106127954-1