Você está aqui: Página Inicial / Dissertações / 2006 / Resumo Weber Ramos Ribeiro Filho

Resumo Weber Ramos Ribeiro Filho

Resumo Weber Ramos Ribeiro Filho

Ao se circular por regiões habitadas predominantemente por pessoas de baixa renda um fato curioso chama a atenção de qualquer observador que tenha um mínimo de perspicácia: existe um número relativamente elevado de crianças em relação às regiões habitadas por famílias de renda média e alta. Assim acontece, seja nas favelas das grandes metrópoles, seja nas áreas suburbanas de pequenas e médias cidades. Tal fato, que é nitidamente corroborado pelas estatísticas oficiais acerca das taxas de natalidade, implica duas ordens de questionamento: quais as causas que levam as pessoas de mais baixa renda a ter um número relativamente elevado de filhos? E, quais as consequências deste número elevado de crianças, nas famílias de baixa renda, para o desenvolvimento econômico de uma dada sociedade? O presente trabalho objetiva responder a estas duas questões. Para tanto utilizou-se um procedimento metodológico de revisita ao pensamento institucionalista como forma de se obter a fundamentação teórica sob a qual se alicerçará grande parte das proposições teóricas contidas neste trabalho. Feitas as considerações teóricas pertinentes, a análise subsequente se dá em dois sentidos. Primeiro, procura-se explicar como o desenvolvimento econômico de uma dada sociedade condiciona as suas taxas de natalidade. Neste quesito, após a apresentação das principais teorias que tratam do assunto, parte-se para a estruturação de uma teoria inédita, a teoria da expectativa de acumulação, a qual é confrontada com as estatísticas oficiais mostrando-se bastante coerente com os dados apresentados. Na sequência, o sentido de causalidade da análise se inverte, e procura-se explicar como as taxas de natalidade de uma dada sociedade condicionam o desenvolvimento econômico desta sociedade. Por fim, a título de conclusão, são feitas algumas considerações acerca das políticas públicas associadas com o controle das taxas de natalidade e o desenvolvimento econômico.

UA-106127954-1