Você está aqui: Página Inicial / Dissertações / 2007 / Resumo Michele Merética Miltons

Resumo Michele Merética Miltons

Resumo Michele Merética Miltons

A Coréia do Sul experimentou um crescimento econômico notável nas últimas décadas, especialmente entre os anos de 1960 e 1996. Em 1960, seu produto nacional bruto per capita era de somente US$ 80, mas em 1996, já era superior a US$ 11.000, quando se tornou membro da OCDE. A experiência de crescimento com taxas acima da média dos países da OCDE deu-lhe o título de “Tigre Asiático”, assim como a seus vizinhos Taiwan, Hong Kong e Cingapura. A transformação da Coréia é atribuída à interação de vários fatores de ordem econômica e não econômica. Uma das principais razões não econômicas foi o desenvolvimento da educação que, tendo como base o princípio da igual oportunidade de acesso, desenvolveu-se seqüencialmente, ao longo do período 1945-2006. Assim, o objetivo desta pesquisa consiste em verificar se o governo sul-coreano deu prioridade à educação formal com vistas a colaborar em seus projetos de desenvolvimento ao longo de seus governos civis e militares, no período 1945-2006. A hipótese do trabalho é que esta prioridade se verificou, variando apenas na intensidade e forma. Os resultados principais indicam que, de fato, o governo concedeu prioridade à educação. Mas no governo militar de Chun Dae-hwan, a expansão educacional do nível superior foi muito mais fruto da demanda popular, que, historicamente, via o alcance de graus superiores como uma importante forma de atingir status social e prestígio, objetivo não atingido, em sua visão, pela formação técnica e vocacional tão enfatizada pelo Estado.

Para mais informações e trabalho completo, clique aqui.

« Abril 2021 »
Abril
DoSeTeQuQuSeSa
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930
UA-106127954-1