Você está aqui: Página Inicial / Dissertações / 2013 / Resumo Angelo Rondina Neto

Resumo Angelo Rondina Neto

Resumo Angelo Rondina Neto

A análise sobre a governança mostra-se de muita valia para se buscar elucidar como se estrutura a organização da produção e da interação entre as empresas, instituições e o mercado no contexto dos Arranjos Produtivos Locais (APLs). Por governança, nos APLs, entende-se a capacidade de comando ou coordenação que certos agentes – as empresas, instituições ou algum agente coordenador – exercem sobre as inter-relações produtivas, comerciais, tecnológicas e outras, de forma a influenciar o desenvolvimento do APL. Dentro dessa perspectiva, a governança gera maior segurança, confiabilidade, eficiência e qualidade nas transações da vida econômica, resultando, consequentemente, no alargamento da competitividade do conjunto produtivo, ou seja, do APL como um todo. O objetivo principal do trabalho é analisar a estrutura e o padrão de governança do APL de móveis de Arapongas no começo do século XXI. Para tanto, utilizou-se como procedimento metodológico um estudo de caso, permitindo a apresentação da estrutura de governança, bem como a aplicação de um modelo para auxiliar na apresentação dessa estrutura. Foram utilizados, assim, dados colhidos em pesquisa de campo no APL de móveis de Arapongas, com empresários e organizações desse, bem como dados lançados por outras organizações para auxiliar no objetivo apresentado, como o IBGE, IEMI, IPARDES, RAIS, SIMA, entre outras. O estudo evidenciou a presença do Sindicato das Indústrias de Móveis de Arapongas (SIMA) como importante agente de coordenação das ações dos agentes do APL, atuando de forma a aumentar a competitividade do APL através de ações que geram maior capacitação às empresas locais. Conclui-se que a estrutura de governança de Arapongas apresenta âmbito local, com governança híbrida, público-privada. Os resultados encontrados evidenciam, também, que a estrutura de governança do APL de móveis de Arapongas não se destoa, de modo geral, das estruturas de governança verificadas em grande parte dos APLs de setores tradicionais no Brasil, inclusive em outros APLs do setor moveleiro. Apesar da colonização relativamente recente, os esforços realizados pelas organizações existentes no APL em conjunto com o SIMA evidenciam a sumária importância dessas para a consolidação e o ganho de competitividade que levaram o APL de móveis de Arapongas a figurar entre os principais APLs do setor de móveis do país. Todavia, pode-se verificar a baixa presença de ações conjuntas diretas entre as firmas, elemento que já fora apresentado em trabalhos anteriores. Tal fator leva a uma fragilização dos possíveis ganhos de eficiência coletiva para o APL de móveis de Arapongas. Palavras-chave: Economia Regional; Arranjos Produtivos Locais (APL); Estrutura de Governança; APL de móveis de Arapongas

Para mais informações e trabalho completo, clique aqui.

« Dezembro 2019 »
Dezembro
DoSeTeQuQuSeSa
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031
Próximos Eventos
47º Encontro Nacional de Economia 10/12/2019 - 13/12/2019 — Escola de Economia de São Paulo FGV
XX Encontro Brasileiro de Finanças 16/07/2020 - 18/07/2020 — Vitória - ES
53ª Jornadas Internacionales de Finanzas Públicas 15/09/2020 - 17/09/2020
Próximos eventos…
UA-106127954-1