Você está aqui: Página Inicial / Teses / 2014 / Resumo Renato Nozaki Sugahara

Resumo Renato Nozaki Sugahara

Resumo Renato Sugahara

Este trabalho tem como objetivos apresentar um panorama da produção acadêmica da escola de pensamento econômico pós-keynesiana sobre crescimento econômico e distribuição de renda de longo prazo, estender o modelo de gerações sobrepostas com agentes heterogêneos, permitindo que ambas as classes (capitalista e trabalhador) mantenham um estoque de capital intergeracional positivo, e calcular as condições de estabilidade local e a taxa de juros de longo prazo, inserindo-se funções de produção com capital humano e com progresso tecnológico endógeno em um modelo pasinettiano com governo. Inicialmente, faz-se uma revisão da literatura com especial atenção a trabalhos relacionados à vertente Kaldor-Pasinettiana. Contextualiza-se a vertente com a teoria de crescimento neoclássica a partir dos trabalhos pioneiros de Harrod-Domar. Adicionalmente, faz-se um levantamento da produção de microfundamentos ortodoxos em modelos pós-keynesianos com agentes heterogêneos, comparando os seus resultados com os tradicionais pós-keynesianos. Verifica-se que os fundamentos microeconômicos não afetam, em essência, os determinantes de longo prazo da taxa de lucro obtidos pela Equação de Cambridge. Posteriormente, com relação aos modelos com gerações sobrepostas, os principais resultados foram: a) as taxas de juros de equilíbrio que maximizam os planos de consumo e poupança das classes trabalhadora e capitalista foram positivamente afetadas pela tributação; b) um aumento da tributação e, consequentemente, das transferências para a classe trabalhadora eleva a participação da herança intergeracional desta classe no estoque de capital total; c) a tributação afeta a distribuição de riqueza entre as classes, visto que aumenta a participação da classe trabalhadora no estoque de capital total da economia. Ademais, conclui-se que modificações no formato da função de produção não alteram as condições de estabilidade no modelo pasinettiano estudado, mas influenciam positivamente a taxa de juros de equilíbrio.

Para mais informações e trabalho completo, clique aqui.

« Novembro 2019 »
Novembro
DoSeTeQuQuSeSa
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
Próximos Eventos
47º Encontro Nacional de Economia 10/12/2019 - 13/12/2019 — Escola de Economia de São Paulo FGV
Próximos eventos…
UA-106127954-1